Prefeito de Piaçabuçu não pode sequer se aproximar da prefeitura.


Segundo a PF e CGU desvio chega a 5 milhões de reais.

13703537746111

Delegados da Polícia Federal, servidores da CGU e judiciário alagoano concluíram na manhã desta terça-feira por meio da Operação Cabipe – mentira em Romani(língua cigana) que os prefeitos das cidades de Tanque D’arca e Piaçabuçu do interior alagoano, estão sim envolvidos no desvio de recursos federais para os municípios citados, principalmente verbas do FUNDEB.

A investigação que durou cerca de três anos deixou clara a participação em ilícitos dos gestores maiores dessas cidades, na compra de merenda escolar, transporte dos estudantes e, também em outras ilicitudes.

O município de Piaçabuçu, litoral sul do estado ficou com a população perplexa ao tomar conhecimento da presença de viaturas da Polícia Federal e CGU na cidade para cumprir ordem de busca e apreensão de documentos na sede da prefeitura, como também do afastamento do prefeito

Untitled-3

Dalmo Santana Júnior por conta das investigações que apontam para um desvio de cerca de 5 milhões de reais entre as cidades de Tanque D’arca e a pequenina cidade ribeirinha.

A prisão dos dois prefeitos e de servidores do município de Tanque D’arca foi pedida pela PF, mas o desembargador que expediu a ordem de busca e apreensão decidiu por ainda não prender os indiciados.

Esperamos saber agora quem será o prefeito de Piaçabuçu e Tanque D’arca a partir desta data e, até quando os prefeitos afastados poderão se aproximar da sede da prefeitura nestas cidades. Pois a ordem de afastamento inclui também a proibição dos envolvidos nas proximidades das prefeituras.

Fonte: Correio do Povo de Alagoas

 

Os comentários estão desativados.