Pré-candidato a prefeito do Prado, Jorginho do Guarani, corre risco de ser multado por propaganda eleitoral antecipada, durante entrevista em Rádio


À medida que se aproximam as eleições, redobram-se os cuidados contra as propagandas irregulares. Esse é um campo bastante tortuoso no período eleitoral e nos momentos que o antecedem, pois, vez por outra, alguns candidatos ou pré-candidatos se arriscam, ao veicularem propagandas em desacordo com a legislação eleitoral, o que lhes acarreta graves consequências.

A propaganda que for veiculada com pedido explícito de voto é configurada como propaganda antecipada e pode gerar multa. A finalidade da proibição da propaganda extemporânea é evitar o desequilíbrio e a falta de isonomia nas campanhas eleitorais. Foi justamente o que aconteceu nesta sexta-feira (11), com o pré-candidato a prefeito Jorginho do Guarani, em um programa realizado na Rádio Terramar FM, quando o mesmo, pediu explicitamente o voto aos ouvintes. Vejam o vídeo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *