Polícia Civil recupera caminhonete L200 Triton que havia sido retida por índios na região de Corumbau


O veículo citado foi retido na data de 9 de julho de 2018, quando uma equipe multidisciplinar da União esteve na aldeia Tawá, na região de Corumbau, e o a liderança indígena resolveu reter o veículo, com a finalidade de entrar em negociação com o Sesai – Funai sobre necessidades da comunidade indigena na região.

A Polícia Civil foi acionada somente na data de 20 de setembro de 2018, quando estiveram na Aldeia Tawá e em conversa com o Cacique José Conceição de Jesus, conhecido por Cacique Zeca, iniciaram tratativas para liberação do veículo.

Na data de 27 do setembro de 2018, houve a retirada desse veículo da Aldeia, Território Comexatiba Pequi Cay Prado, situada na região de Corumbau.

Representantes da Sesai e da FUNAI, além do representante da Rondave Ltda, proprietária do veículo, e um representante da Polícia Civil, firmaram um documento onde a caminhonete L200 foi devolvida legalmente a seu proprietário. (Rondave Ltda)

Isso mostra uma Polícia Civil atuante, inclusive fazendo intermediações para que o bem social seja cumprido e inclusive também prestigiando os indigenas que vivem em nossa região.

O Cacique Zeca, atendeu prontamente aos pedidos da Polícia Civil, depois de tratativas junto a Funai.
A Policia Civil entendendo também a argumentação dos Índios da Aldeia a Tawá, entrou em conversação, e por fim com a melhor consciência de todas, a caminhonete foi recuperada (liberada).

“Gostaria de dizer que entendo a luta por direitos que a comunidade indigina tem, e saliento que nesse caso a Policia Civil fez a intervenção por se tratar de um patrimonio particular retido, e não da União”.

Por ASCOM / Polícia Civil