Pela segunda vez retirada de materiais para pavimento articulado revolta moradores de Prado


Moradores que residem na Avenida José Fontes de Almeida, próximo ao Colégio Anísio Teixeira estão revoltados com a retirada dos materiais de construção que serviriam para a pavimentação de uma rua que liga o Mercadão Municipal. Eles procuraram a nossa reportagem para denunciar o descaso com o dinheiro público.

Dona Rose, moradora de uma rua próxima onde a obra era realizada, afirma que este ano a prefeitura adquiriu as pedras para fazer o calçamento daquela rua. “Acontece que passaram a máquina, jogaram a areia e trouxeram as pedras. Estas ficaram um mês ali paradas, esperando para serem colocadas. Para a nossa surpresa ao ver um caminhão parado com três funcionários de uma fazenda roubando as pedras. O caminhão era alugado e meu irmão fotografou. Sabemos que aquele material já tinha sido pago com dinheiro público. Meu irmão afirma que isso aconteceu pela segunda vez. E todo o material foram retirados sem nenhuma explicação”, afirma a moradora.

Momento em que as pedras foram retiradas do local

“Não foi feita uma obra, nem um metro de pavimentação”, completa.

Os moradores ainda afirmam que a situação no local, piora em época de chuva. “Com a lama que se forma, fica difícil transitar pelo local”. Ainda de acordo com os moradores, este local onde as pedras foram retiradas pela segunda vez, nunca foi pavimentado.

A primeira vez que as pedras para a pavimentação foram depositadas no local foi no dia 10 de agosto de 2018, mas desde então nada foi construído.

Início das obras no ano de 2018

Até o fechamento dessa reportagem, tentamos contato com o Secretário de Obras, porém sem sucesso. O espaço fica aberto para esclarecimentos.

Matéria Relacionada: 

Prefeitura de Prado inicia pavimentação de mais uma rua