Itamaraju: Vereador Chico do Hotel é afastado pela segunda vez na Justiça


O vereador Francisco Carlos Barbosa, conhecido como “Chico do Hotel”, foi afastado de suas funções na manhã da última quarta-feira (20). O afastamento é consequência de uma decisão do juiz André Marcelo Strogenski, da Vara Criminal da comarca de Itamaraju.

De acordo com a decisão, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) ajuizou uma ação penal em desfavor de Chico do Hotel por acusação de que ele se apropriou, em proveito próprio, de valores aos quais tinha acesso em razão do cargo de presidente da mesa diretora da Câmara Municipal de Itamaraju.

“Segundo se apura da denúncia efetuada pelo Ministério Público, o denunciado, na qualidade de Presidente da Câmara dos Vereadores, emitiu, em benefício próprio, em cheque no valor de R$ 6.500,00, ciente de não ter direito de recebimento do citado valor”, decidiu o juiz Strogenski.

O magistrado concluiu que, superada a fase inicial do processo, foi possível concluir a existência de motivos suficientes para se decretar o afastamento do vereador. Na avaliação de Strogenski, está comprovado que o cheque foi emitido e compensado.

Além do afastamento, Barbosa foi intimado a apresentar suas alegações finais à justiça em até dez dias. Foi marcado para às 10h desta sexta-feira (22) a posse do suplente Juniex Santos.

Segunda vez

Essa não é a primeira vez que o vereador Francisco Carlos Barbosa é afastado de suas funções de vereador nesta atual legislatura. Em 2018, a Justiça havia determinado o seu afastamento por supostamente utilizar o patrimônio do município em proveito próprio.

Na época o vereador conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e retornou às suas funções. Chico do Hotel ainda não falou sobre as medidas que deve tomar para tentar reverter esse seu segundo afastamento. 

Os comentários estão desativados.