Duas ambulâncias que deveriam está servindo a população Pradense estão paradas na Prefeitura


Enquanto os distritos de Cumuruxatiba, Corumbau, Limeira, São Francisco, Guarani e outras localidades do município sofrem com a falta de ambulância para transportar pacientes, no pátio da Prefeitura do Prado, no extremo sul da Bahia, há 02 (duas) ambulâncias paradas, exposta no tempo. Elas estão prontas para entrar em funcionamento, mas há quase quatro meses não rodaram um 1 km sequer. Isso porque os veículos chegaram para reforçar o atendimento médico e em seguida seriam destinadas aos distritos de Cumuruxatiba e Guarani. Porém, segundo informações um documento necessário para a prestação do serviço não ficou pronto. Enquanto isso, moradores dos distritos que seriam beneficiados sofrem com a demora no atendimento.

Ainda de acordo com informações, as duas ambulâncias foram doadas através de uma emenda parlamentar na mesma época da construção das unidades básicas de saúde 06 e 11 e seriam destinadas para a implantação da Rede de Saúde Municipal.

 

Enquanto a burocracia emperra o uso das ambulâncias, os moradores dos distritos que seriam atendidos se revoltam. Na semana passada, em Cumuruxatiba, uma mulher teve que ser socorrida pelos próprios moradores. “A gente tem que se virar. O atendimento aqui é complicado, e os moradores é que muitas vezes faz esse serviço”, contou um morador que pediu anonimato.

 

Outras pessoas desconfiam que tanto as duas Unidades Básicas de Saúde (06 e 11) quanto as ambulâncias que estão paradas no estacionamento da Prefeitura, estão esperando chegar a época de política para serem entregues aos munícipes.