CIRCUITO SUL-AMERICANO: Duplas brasileiras no naipe feminino largam liderando grupos em Nova Viçosa


O Brasil largou dominando a primeira etapa da temporada 2018 do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia, disputada em Nova Viçosa (BA). Nesta sexta-feira, as duplas do país no naipe feminino encerraram o primeiro dia do Grand Slam na liderança das quatro chaves do torneio. Os times voltam à quadra neste sábado (19.01), pela fase de grupos e quartas de final.

Os jogos da etapa Grand Slam de Nova Viçosa são transmitidos pelo Facebook da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV). O Brasil conta com oito duplas no naipe feminino e apenas o time mais bem colocado somará pontos para o ranking geral.

Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Josi/Lili (SC/ES), Maria Clara/Carol Horta (RJ/CE) e Juliana/Andressa (CE/PB) lideram seus respectivos grupos e estão com a vaga encaminhada, mas outras duplas do país seguem na briga e podem avançar às quartas de final.

Medalhista pan-americana, a capixaba Lili analisou o primeiro dia do torneio e elogiou a participação da torcida. Ao lado da parceira Josi ela superou em sets diretos as compatriotas Fernanda/Anna (21/9, 21/6) e as peruanas Allcca/Gaona (21/9, 21/9). A disputa pela liderança do grupo B será contra as argentinas Gallay e Peralta, que também venceram duas nesta sexta.

“A temperatura está bastante alta e o vento está forte, desafios que estamos sempre acostumados no vôlei de praia e que necessitam de adaptação. A estrutura do torneio está boa e a torcida compareceu em peso, recebemos uma energia muito legal em quadra, todos apoiando. É a primeira competição do ano, queremos fazer nosso melhor. Estamos bem motivadas, vamos continuar contando com o apoio da torcida e confiantes”, disse.

Já a estreia de duas outras duplas do país foi com o pé direito. Na chave C, a medalhista olímpica Juliana e a campeã mundial de base Andressa venceram os dois jogos. Elas superaram as compatriotas Aninha/Anne por 2 a 0 (21/12, 21/6) e as uruguaias Simon/Elgue também em sets diretos (21/15, 21/15). A disputa pelo primeiro lugar do grupo será contra as paraguaias Erika/Michelle, que também venceram duas vezes.

Também estreantes, Maria Clara e Carolina Horta superaram por 2 sets a 1 (21/19, 17/21, 15/7) as compatriotas Fabrine e Pity, e em sets diretos as colombianas Andrea/Gorda (21/18, 21/19). A nova dupla fecha a primeira fase contra as chilenas Mardones/Paula Vallejos, que somam uma vitória e uma derrota em Nova Viçosa.

O grupo A é o único com três times, por conta de uma desistência de inscrição de uma equipe da Venezuela. Ana Patrícia e Rebecca lideram após vitória por 2 sets a 0 (21/4, 21/10) sobre as argentinas Villar/Churin, mas acabaram superadas pelas compatriotas Tainá e Victoria (SE/MS) também em sets diretos (13/21, 17/21). Com um jogo a menos, Tainá e Victoria podem assumir a liderança, caso superem as argentinas neste sábado.

Além do Grand Slam de Nova Viçosa, o Brasil também receberá a quinta etapa da temporada, o Grand Slam de Santa Cruz Calábria (BA), de 9 a 11 de março. Ao todo são seis etapas para os dois naipes, e dois torneios ‘Finals’ contando apenas com um naipe cada. O calendário completo pode ser acessado no site oficial da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), em http://voleysur.org/v2/calendario/calendario.asp.

O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

Com informações Melhordovolei