Chamado de “ABORTISTA”, Haddad discute com mulher dentro da igreja Católica


Candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, discutiu com uma mulher dentro de uma igreja católica na zona Sul de São Paulo, nesta sexta-feira, 12.

Chamado de “ABORTISTA”, Haddad discute com mulher dentro da igreja Católica

Chamado de “ABORTISTA”, Haddad discute com mulher dentro da igreja Católica

Publicado por Prado Notícia em Sábado, 13 de outubro de 2018

Após participar de uma missa na paróquia Santos Mártires, no Jardim Ângela, o candidato foi abordado por uma mulher que disse que o petista não poderia ter participado da comunhão por ser “um abortista”.

“Eu sou neto de um líder religioso”, respondeu o candidato e emendou: “Você deve ser ateia.” A discussão foi gravada pela reportagem do Broadcast Político, plataforma de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Ao conversar com jornalistas, a mulher não quis se identificar e disse que a presença de Haddad no local era um sacrilégio. “A Igreja Católica não permite. Ele é um abortista, não tinha que estar aqui dentro”, afirmou.

Durante a missa e após a cerimônia, a mulher fez filmagens, transmissões ao vivo pelo celular para uma rede social e disse que iria “denunciar” o ato.

Haddad fez um discurso em frente à igreja pedindo apoio dos fiéis. “Nunca deixei de olhar todo mundo. Todo mundo é igual, ninguém é melhor do que ninguém”, discursou.

Durante entrevistas com jornalistas, Haddad criticou o líder da Igreja Universal do Reino de Deus. Em nota à imprensa a Igreja Universal classificou as declarações do candidato do PT como levianas. Para os evangélicos e católicos, Haddad quer implantar a discórdia dentro das igrejas: Veja o vídeo:

Igreja Universal do Reino de Deus repudia declarações caluniosas e preconceituosas do candidato do PT, Fernando Haddad

O candidato responderá na Justiça pelo ódio religioso que tenta espalhar e por suas calúnias.

Publicado por Prado Notícia em Sexta, 12 de outubro de 2018