Rui cria grupo para preparar mudanças na estrutura de governo


Objetivo é otimizar a gestão, poupar recursos e ampliar investimentos em áreas fins

15636934876_a58cf47430_z

Um grupo de trabalho formado por oito servidores técnicos começou a estudar a atual estrutura administrativa do Estado da Bahia para propor ao governador eleito Rui Costa (PT) mudanças no organograma administrativo da máquina estadual. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (29), durante entrevista coletiva com o governador Jaques Wagner e Rui Costa, na Governadoria. A pedido de Rui, os técnicos vão passar duas semanas analisando possíveis fusões, cortes e novas composições na estrutura administrativa do Estado.

 “A equipe montará cenários com os prós e os contras, em cima das ideias que pedi. Serão estudos aprofundados para montarmos uma nova estrutura do Estado. Isso vai embasar a minha decisão”, disse Rui ao indicar que secretarias e cargos comissionados devem ser cortados. Ele entende que as mudanças precisam ser feitas até dezembro deste ano. Assim, a partir do dia 1º de janeiro, quando inicia o seu mandato, a gestão já começa a funcionar com uma nova estrutura administrativa, “modernizando o Estado e ganhando tempo”, completou.

 15661494262_cf9f12b3ca_z

A partir de hoje, os servidores levantarão dados, inclusive os referentes aos orçamentos do Estado e do governo federal para 2015, tendo o vice-governador eleito, João Leão (PP) como interlocutor em Brasília, além de traçar três ou quatro cenários para a nova administração estadual. Em acordo com o governador Jaques Wagner, ainda no mês de novembro será enviado um projeto de lei à Assembleia Legislativa, propondo as mudanças. A expectativa é que a Casa aprove a nova estrutura até dezembro de 2014. “Já conversei com o presidente Marcelo Nilo e estou certo de que a Assembleia irá aprovar a nova estrutura, que prevê um estado mais moderno, mais ágil e com uma melhor gestão”, disse o recém-eleito.

O atual secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, foi anunciado como coordenador do grupo. Também são responsáveis pela transição os técnicos Carlos Mello (secretário da Casa Civil), Cláudia Moura (procuradora do Estado), Adriano Chagas (chefe de gabinete da Fazenda), Rodrigo Pimentel (chefe de gabinete da Administração), Cláudio Peixoto (superintendente da secretaria de Planejamento), Luiz Henrique (coordenador executivo da Casa Civil) e Nelma Araújo (superintendente da Administração). O governador eleito lembrou que estes nomes são puramente técnicos e não receberão nenhuma gratificação extra pelo trabalho desempenhado.

 15475094810_a0b54d2ce0_z

O governador Jaques Wagner assinou o decreto que institui o grupo, ao afirmar que está iniciado com muita tranquilidade o processo de transição na Bahia. O decreto será publicado no Diário Oficial do Estado na edição desta quinta-feira (30). Todos os secretários de Rui serão anunciados em um mesmo ato, previsto para acontecer até o dia 10 de dezembro.

Por Assessoria de Imprensa Rui Costa | Prado Notícia

Governador Jaques Wagner assina decreto que marca o início da transição de governo


O governador da Bahia, Jaques Wagner, assinou nesta quarta-feira (39), junto com o governador eleito Rui Costa, o decreto que marca o início do processo de transição de governo, compondo o grupo que ficará responsável por realizar esse trabalho.

wagdecd

As decisões agora, cabem a Rui Costa e a sua equipe, Jaques Wagner se colocou a disposição para ajudar no que for preciso e para garantir que a Bahia tenha quatro anos de governo ainda mais transformadores que os últimos oito.

Por Prado Notícia

Saiu no G1: Dilma tem 53%, e Aécio, 47% dos votos válidos, aponta Ibope


Levantamento com 3.010 eleitores foi feito nos dias 24 e 25 de outubro, margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

25.10_pesquisaibope_va

Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (25) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
– Dilma Rousseff (PT): 53%
– Aécio Neves (PSDB): 47%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 23, Dilma tinha 54% e Aécio, 46%.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

– Dilma Rousseff (PT): 49%
– Aécio Neves (PSDB): 43%
– Branco/nulo: 5%
– Não sabe/não respondeu: 3%

Ibope ouviu 3.010 eleitores em 206 municípios nos dias 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01195/2014.

1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).

Por G1

Nova pesquisa CNT mantém empate técnico entre Dilma e Aécio


De acordo com o levantamento, o tucano teria hoje 50,3% das intenções de votos válidos contra 49,7% da candidata do PT à Presidência da República.

Pesquisa CNT/MDA divulgada na manha deste sábado mostra o candidato à presidência do PSDB Aécio Neves numericamente à frente da candidata à reeleição Dilma Rousseff, mas em empate técnico.

 image

De acordo com o levantamento, o tucano teria hoje 50,3% das intenções de votos válidos contra 49,7% da candidata do PT à Presidência da República. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. O levantamento mostra que o candidato tucano oscilou em alta e a candidata à reeleição oscilou para baixo.

Pesquisa anterior CNT/MDA mostrava que o porcentual de votos validos para Aécio era de 49,5% contra 50,5% de Dilma A intenção de voto espontânea também mostram os candidatos empatados tecnicamente com Aécio Neves levando 44,4% dos votos e Dilma 43,3% do total.

Na pesquisa estimulada os números vão a 45,3% para o candidato tucano e 44,7% para a candidata à reeleição. A sondagem mostra que 43,3% dos entrevistados não votaria em Dilma de jeito nenhum enquanto no caso de Aécio, 42,8% dos consultados não votariam nele de jeito nenhum.

No levantamento anterior, 41% não votariam em Aécio e 40,7% não votariam em Dilma. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR – 01199/2014 e realizada nos dias 23 e 24 de outubro com 2.002 pessoas entrevistadas em 137 municípios de 25 Unidades da Federação.

Por AGÊNCIA ESTADO

Ibope: Dilma tem 49% e Aécio, 41% das intenções de voto


A pesquisa Ibope divulgada hoje (23) mostra a candidata do PT, Dilma Rousseff, com 49% das intenções de votos. Aécio Neves, do PSDB, tem 41%. Votos brancos e nulos somam 7% e não sabem ou não responderam 3%. Na pesquisa anterior, divulgada no último dia 15, Aécio tinha 45% das intenções de voto e Dilma, 43%. Brancos e nulos somavam 7%. Os que não sabiam ou não responderam, 5%.

20141024-20141020-20141016-aecio-dilma
Dilma e Aécio disputam votos dos eleitores antes do 2º turno. (Foto: Fernando Noronha/PortalR3)

No caso dos votos válidos, ou seja, excluídos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos, mesmo procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição, de acordo com o instituto, Dilma aparece com 54% das intenções de votos e Aécio com 46% . Na pesquisa anterior, Aécio tinha 51% e Dilma, 49% dos votos válidos.

Quanto ao percentual de rejeição, de acordo com o Ibope, Aécio tem 42% e Dilma, 36%.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios, entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01168/2014. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo.

No primeiro turno das eleições, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dilma Rousseff obteve 41,59% dos votos válidos e Aécio Neves, 33,55%.

Por Agência Brasil

Datafolha aponta Dilma à frente com 52% dos votos válidos


Aécio Neves (PSDB) tem 48%

RTEmagicC_AecioDilma_04.jpg

A nova pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (20) para as eleições presidenciais, aponta a candidata Dilma Rousseff (PT) a frente com 52% dos voto válidos contra 48% do candidato Aécio Neves (PSD).

Na pesquisa foram excluídos os votos brancos, nulos e indecisos, mesmo procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado das eleições. Segundo o Datafolha os candidatos continuam empatados na margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, porém a candidata Dilma Rousseff aparece à frente nas pesquisas do segundo turno.

A ultima pesquisa divulgada pelo instituto no dia 15 mostrava o candidato Aécio Neves com 51% e Dilma Rousseff com 49%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo. O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01140/2014.

Por  iBahia

Ibope: no Rio, Dilma tem 53% e Aécio, 47%


Pesquisa Ibope realizada junto a eleitores do Rio de Janeiro sobre a corrida presidencial, e divulgada nesta quinta-feira, mostra Dilma Rousseff (PT) com 53% dos votos válidos. Aécio Neves, do PSDB, tem 47%.

dilma-aecio-foto

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada com eleitores do Rio são:

Dilma – 46%

Aécio – 40%

Brancos e nulos – 10%

Indecisos – 5%

Os percentuais de cada informação estão arredondados sem casas decimais. Por esse motivo, a soma simples deles pode dar 99% ou 101%.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 43 municípios de 13 a 15 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE) sob o protocolo RJ-00070/2014 e no Tribunal Superior eleitoral sob o registro BR-01101/2014.

Por Jornal do Brasil

 

Vereador Jorginho é eleito novo presidente da Câmara de Prado


O vereador Jorginho (PTC) foi eleito presidente da Câmara Municipal de Prado. A eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Prado para o biênio 2015/2016, foi realizada na manhã dessa terça-feira (14), a eleição foi por unanimidade (11 votos), teve chapa única, e nova Mesa Diretora que assumirá os trabalhos da Casa a partir de 1º de janeiro de  2015.

jorginho_vereador_em_prado

Além de Jorginho, assumem a Mesa Diretora os vereadores Moreia (vice-presidente), Felipe Tavares (1º Secretário) e Tadeu como (2º Secretário).

Jorginho destacou que, a decisão de todos vereadores por chapa única e a votação unânime demonstra a união dos vereadores e mais força para o Poder Legislativo no município.

Por Claydson Motta | Prado Notícia

Encontro com prefeitos do extremo sul em apoio à reeleição da Presidenta Dilma Rousseff‏


Prefeitos do extremo sul baiano se reuniram na manhã desta segunda-feira, dia 13, para discutir estratégias e apoio à campanha de reeleição da Presidenta Dilma Rousseff.

IMG-20141013-WA0012

O encontro aconteceu no Espaço Red, em Teixeira de Freitas e contou com a presença de Cícero Monteiro (Secretário de Relações Institucionais da Bahia) e dos prefeitos, Paulinho de Tixa (Mucuri), Mayra Brito (Prado), Bernardo Olívio (Alcobaça), Jádson Ruas (Caravelas), João Bosco (Teixeira de Freitas), Bentivi (Itanhém), Dinoel Souza (Vereda), Rildo Andrade (Ibirapuã) e Márvio Mendes (Nova Viçosa).

No próximo dia 26, os brasileiros voltam às urnas para escolher o comando do país para os próximos quatro anos.

Por Redação

Prado: Grupo da oposição deve quebrar acordo com Lúcio Vieira Lima, caso ele apoie Aécio Neves


Após terem ficado desmoralizados nas urnas o grupo da oposição da cidade de Prado que apoiou os candidatos a Deputado Estadual Fábio Souto, Deputado Federal Lúcio Vieira Lima, o candidato a Senador Geddel e o candidato a Governador Paulo Souto na disputa pelos cargos políticos na Bahia, começaram a calibrar o discurso de não apoiar o candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições.

Na manhã desta quarta-feira (08), o Site PRADO NOTÍCIA recebeu uma imagem, onde um dos coordenadores da campanha da coligação “Unidos pela Bahia” na cidade Prado, o empresário César Donizeti, comentou em sua página do facebook, que deixou claro à Geddel e Lúcio Vieira Lima que não apoiará Aécio para Presidente. “FUI CLARO A GEDDEL E LÚCIO QUE AÉCIO NO PRADO NÃO”, afirmou César.

10712890_1471451843118681_4807361523816136487_n

De acordo com os comentários, o grupo da oposição de Prado poderá quebrar o acordo com Lúcio Vieira Lima, caso ele apoie o candidato a presidente, Aécio Neves.

Por Claydson Motta | Prado Notícia