Prado: Vereador Brenio Pires vai iniciar o Gabinete Itinerante no próximo mês, dia 09 de Dezembro


dsc_6248

No próximo mês dia 09 de dezembro a cidade de Prado, vai receber à primeira edição do gabinete itinerante do vereador Brenio Pires (PR). É a oportunidade dos moradores apresentarem suas reivindicações sobre as principais necessidades do bairro, pontos de melhorias, além de receberem atendimento médico, realizado pela equipe de profissionais da Secretaria de Saúde, onde as pessoas terão a a oportunidade de aferir a pressão e medir a glicemia, também receberão orientação jurídica, além de outras atividades. Ouça a entrevista:

Vamos iniciar o Gabinete Itinerante no próximo mês, dia 09 de …

Prado: Vamos iniciar o Gabinete Itinerante no próximo mês, dia 09 de Dezembro #Queroserasuavoz Wilsinho Brito Wilson Wilson Mayra Brito Franco Baldo Salles Igor Lago Zaca Neto Claydson Motta Claydson Motta Clayton Motta Wanderson Rocha Leite Wander Noronha Tatiana Ferreira de Noronha Artur Vieira de Medeiros Bruno Barbosa Bruno Henrique Silveira Dos Reis Sa Luciano Ferreira da Mota Luiz Dupin Joklebio Coelho Tiago Tchê Diógenes Marques Cunha Carlos Robson Robinho João Carna Prado Lú Prado Priscila Prado Bahia Edson Viana Dos Santos Diário de Prado Prado Notícia Prado Bahia Prado Encanta Cleberson Motta Gilvan Produção Neuziane Mascarenhas Novais Antônio Eduardo Boloca Luciana Pires De Oliveira Lu Anderson Rodrigues Roberio Barros Professora Bruna Clecio Ribeiro Augusto Barreto Odilei Mattos

Publicado por Vereador Brenio Pires em Quarta-feira, 29 de novembro de 2017

“Nosso objetivo na Câmara Municipal sempre foi a proximidade com a população. Além de manter as portas do gabinete abertas, também vamos com nossa equipe aos bairros, buscando conhecer o que o pradense precisa. Nosso trabalho é voltado ao povo”, destaca o vereador.

“Essa é nossa função, ouvir a população, conhecer suas principais necessidades e trabalhar pelo coletivo, levando melhorias a todos”, ressaltou Brenio Pires.

Serviço

O Gabinete Itinerante do vereador Brenio Pires, vai acontecer das 13h às 16 horas do sábado, dia 09 de dezembro, na Avenida Wilson Alves de Souza, próximo a Escola Municipal Luiz Eduardo Magalhães. Todos os atendimentos serão gratuitos e toda população está convidada a participar.

Relatório da PF aponta indícios de que Aécio usava celulares de laranjas para fazer ligações sigilosas


Peritos identificaram que telefones apreendidos no apartamento do senador tucano estavam em nome de agricultor e montador de andaimes. Defesa disse que não teve acesso ao parecer.

Aécio Neves foi gravado pelo empresário Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões (Foto: Jorge William, Agência O Globo)

Um relatório elaborado pela Polícia Federal (PF) após a análise de objetos e documentos que foram apreendidos no apartamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), no Rio de Janeiro, em 18 de maio, aponta indícios de que o tucano usava dois celulares com linhas telefônicas supostamente registradas em nome de laranjas para fazer ligações sigilosas.

Ao G1, o advogado Alberto Toron, responsável pela defesa de Aécio, afirmou que não poderia comentar as conclusões do relatório da PF porque não teve acesso ao documento. Além disso, o criminalista destacou que, “para responder qualquer coisa”, teria que consultar o cliente dele.

“Eu não tive acesso ao documento. Para responder qualquer coisa, teria que consultar Aécio para ter meios de responder. Sem falar com ele, é absolutamente impossível responder qualquer coisa a esse respeito”, disse Toron.

Segundo a perícia da Polícia Federal, “aparelhos celulares simples” foram encontrados pelos agentes na sala de TV e no closet do apartamento de Aécio localizado no bairro de Ipanema.

Na ocasião, policiais federais cumpriram, simultaneamente, mandados de apreensão em endereços ligados ao parlamentar tucano na capital fluminense, em Brasília e em Minas Gerais.

As ordens judiciais foram expedidas pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), com base na delação premiada do empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F.

O delator gravou Aécio pedindo a ele R$ 2 milhões para, supostamente, pagar os honorários do advogado que o defendia nos processos da Lava Jato.

De acordo com a perícia da PF, entre as dezenas de itens recolhidos pelos policiais no imóvel do senador tucano, estavam um celular Nokia e outro LG.

“Pelas descrições dos itens 20 e 25 acima, tratam-se de aparelhos telefônicos simples/descartáveis normalmente utilizados para conversas ponto-aponto (análogo a uma rede fechada) com pessoas determinadas/restritas de modo a evitar eventuais vazamentos do número utilizado na ligação, visando a maximização do sigilo das ligações.”

Para identificar quem eram os proprietários das duas linhas móveis disponíveis nos celulares encontrados na casa de Aécio, a Polícia Federal teve que solicitar os dados às operadoras de telefonia TIM e Vivo. As empresas, então, informaram que os telefones pré-pagos estavam registrados em nome de duas pessoas diferentes:

  • Laércio de Oliveira, agricultor que trabalha no cultivo de café em fazendas do interior de Minas
  • Mitil Ilchaer Silva Durao, montador de andaimes com endereço registrado no Espírito Santo

A perícia ressaltou que Laércio de Oliveira “é uma pessoa simples, agricultor de café que, em tese, não pertence ao convívio social” de Aécio, sugerindo que, por esse motivo, os dados pessoais do agricultor podem “ter sido usados para habilitação da linha sem o seu consentimento”.

Funcionários de Andréa Neves

Além das duas linhas telefônicas registradas em nome de Oliveira e Durao, os peritos da PF descobriram que um dos aparelhos já havia sido registrado em nome de pessoas que tinham vínculos empregatícios com a irmã de Aécio, a jornalista Andréa Neves.

  • Valquiria Julia da Silva, trabalha como empregada doméstica de Andréa Neves desde 2009
  • Agnaldo Soares, trabalhou como motorista da irmã de Aécio no ano passado

Braço direito do parlamentar do PSDB, Andréa chegou a ser presa por ordem do STF por suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro para Joesley Batista, mas, posteriormente, foi autorizada pela Segunda Turma do tribunal a cumprir prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica.

O relatório da PF observa que os titulares das linhas telefônicas identificadas nos celulares apreendidos são “pessoas simples” e que não se pode “descartar a possibilidade” de terem sido habilitadas “sem o consentimento deles”.

O perito responsável pelo parecer também chama a atenção de que os últimos registros de ligações realizadas por aqueles aparelhos “não denotam ser de pessoas de convívio social de assinantes daquelas linhas”.

“Como visto, os itens analisados [os dois aparelhos celulares] podem representar importância para a investigação, mas sugere a devolução dos objetos analisados haja vista haver cópia pericial em mídia específica”, conclui o perito da Polícia Federal.

Obras de arte

Além dos celulares, a Polícia Federal apreendeu na residência de Aécio, no Rio de Janeiro, 16 obras de arte, entre as quais uma tela supostamente pintada pelo artista plástico Cândido Portinari, e uma escultura.

O motorista da família de Aécio, conforme o documento, foi designado pela PF como fiel depositário do acervo de obras de arte do senador tucano.

Por G1

Time escalado: Chapa de Rui terá Leão, Coronel e Wagner; Lídice ameaça sair sozinha


De um lado, PSD, PSB, PP, PR, PT, PDT e PCdoB disputam a possibilidade de indicar um nome para a chapa majoritária da candidatura à reeleição do governador Rui Costa (PT).

Do outro, quando questionado publicamente sobre as tratativas com vistas a 2018, o petista desconversa. Sempre responde que este é o momento de trabalhar e que só conversará sobre o tema no próximo ano. Entretanto, nos bastidores, as movimentações apontam que Rui já bateu o martelo e definiu quem deve marchar ao lado dele no pleito estadual.

De acordo com informações, a composição de partidos que participarão da chapa será mesmo aquela que vinha sendo especulada com intensidade, tanto no mundo político, quanto pela imprensa: PT, PP e PSD. No “alto escalão” da chapa, a reedição da parceria que venceu em 2014: Rui e João Leão (PP) sairão como governador e vice, respectivamente. Já no Senado, uma vaga é do ex-governador Jaques Wagner (PT), que abriu mão em 2014 para abrir espaço para a candidatura de Otto Alencar (PSD).

A outra será mesmo ocupada pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD). “O jogo já está jogado”, disse ao Bahia Notícias um nome que acompanha de perto as articulações para 2018. Procurado pela reportagem, no entanto, Coronel negou que haja alguma definição sobre o assunto.

“Essa é uma questão que fica para o partido definir a posição que devemos jogar. Estou na concentração, aquecido. Se o partido resolver me colocar para jogar, estou pronto”, declarou. Esse desenho da majoritária, como previsto em uma situação na qual há muitos postulantes para pouco espaço, já tem provocado resistências dentro da base governista.

Ainda segundo fontes ouvidas pela reportagem, a senadora Lídice da Mata (PSB), que tem sido mais incisiva nas declarações públicas sobre seu desejo de disputar a reeleição ao Senado ao lado de Rui, demonstra inconformismo com a possibilidade de ser preterida. A pessoas mais próximas, ela tem declarado que pode se candidatar sozinha para mais um mandato. “Ela sai candidata ao Senado de qualquer jeito”, afirmou uma outra fonte que participa das conversas.

O possível voo solo da socialista, no entanto, não é tratado publicamente e, apesar das negociações avançadas sobre o próximo ano, nenhum dos interlocutores se predispõe a tratar do tema. Mesmo com o cenário inicialmente delineado, eventuais mudanças pontuais podem acontecer a partir das articulações que envolvem outros partidos da base aliada.

Com informações do BahiaNotícias

Vereadores aprovam contas da Prefeita Mayra Brito (PP) referente exercício 2015


A Câmara aprovou, por maioria, as contas de governo referente ao exercício financeiro de 2015 da prefeita de Prado, Mayra Brito (PP). Os balancetes foram aprovados durante a sessão legislativa realizada nesta terça-feira (21).

Oito dos vereadores derrubaram o Parecer N.º 02142e16, emitido pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM/BA). Apesar de opinar pela reprovação do exercício, após analisar os gastos do dinheiro dos cofres públicos do município pradense, por causa da aplicação de 69,56% da receita com despesas de pagamento de funcionários, o placar de oito votos favoráveis à prefeita do Prado se confirmou dentre aqueles que integram o grupo de sustentação do governo.

O Presidente da Câmara de Vereadores de Prado, Diógenes Ferreira Loures, o ‘‘Jorginho do Guarani’, disse que a prefeita tem de fazer cumprir os índices previstos em leis, mesmo com a queda na arrecadação, sem comprometer as necessidades do município, principalmente, garantir emprego e renda para o cidadão. “Os tribunais analisam a receita e as despesas, segundo critérios estabelecidos em lei, mas, quem está na gestão pública é que sabe as dificuldades, num momento difícil por que passa o nosso país”, argumentou ao declarar seu voto favorável à aprovação das contas.

ÍNDICE DE PESSOAL – Em 2017, segundo a União dos Prefeitos da Bahia (UPB), 75% das prefeituras baianas tiveram de realizar demissão em massa, como medida extrema para garantir o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita em 54% da receita o gasto com a folha de pessoal.

Prado: Vereador Robertinho (PP) pede providências para agilizar o retorno da agência dos Correios em Guarani


Na manhã desta terça-feira (14), durante a Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores de Prado, o vereador Robertinho (PP), fez vários requerimentos e solicitou providências para o retorno da Agência dos Correios em Guarani.

O vereador Robertinho, foi autor da indicação, a qual pede para que se estude juntamente com a Gerência de Correios da cidade, a possibilidade de resolver o problema no distrito. Confira:

Governo celebra R$ 37 milhões em convênios com 61 municípios


O governador Rui Costa assinou, na tarde desta segunda-feira (13), em Salvador, convênios que garantem investimentos em infraestrutura urbana, agricultura familiar e saúde em 61 municípios baianos. No total, R$ 37 milhões serão disponibilizados para a realização de obras de pavimentação de ruas, drenagem, macrodrenagem, reforma de estádios, ginásios, mercados e centros de abastecimentos, construção de pontes, aquisição de veículos e equipamentos para agricultores familiares e cessão de uso de bens móveis de saúde. A assinatura ocorreu durante encontro com prefeitos no auditório da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

“Quem me acompanha sabe o quanto eu valorizo a relação com o município. Conseguimos fazer mais e melhor com parceria. No próximo dia 27, faremos novo ato como novos municípios, para que possamos celebrar mais convênios”, afirmou o governador, que ainda reforçou a agenda de inaugurações de policlínicas e hospitais regionais.

As obras serão realizadas por meio de convênios e licitações celebradas pelas secretarias estaduais do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), através da Superintendência dos Desportos (Sudesb), com contratos no valor total de R$ 8,5 milhões; de Desenvolvimento Rural (SDR), com R$ 15,6 milhões; e de Desenvolvimento Urbano (Sedur), por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), com investimentos de R$ 11,9 milhões. A Secretaria da Saúde (Sesab) aplicará R$ 1,2 milhão.

A Prefeita do Prado, Mayra Brito (PP), também esteve presente na assinatura e lembrou da parceria que o município pradense mantém com o Governo do Estado. “O Governo do Estado está fazendo a parte dele. Através de parcerias que mantemos, é possível chegar ao nosso município. É assim que Prado vai se desenvolvendo, colocando a crise de lado e usando a força e a vontade para que as coisas aconteçam”, disse.

Vereador Brenio Pires se reúne com a prefeita Mayra Brito para discutir assuntos do município; entre eles o projeto Gabinete Itinerante


Para se aproximar cada vez mais da população, bem como levantar as demandas de cada Distrito de Prado, o vereador Brenio Pires (PR), vai implantar o projeto denominado gabinete itinerante.

O Projeto Gabinete Itinerante é mais uma ação do vereador Brenio Pires que visa aproximar seu mandato da população e assim torna-lo mais participativo.

A intenção do Gabinete Itinerante é estar constantemente presente nos diversos bairros de Prado, de forma a levar toda estrutura funcional e administrativa de que o Vereador dispõe em seu Gabinete para colher as demandas e dar encaminhamento.

“Além do atendimento parlamentar que será realizado, também será prestada assitência jurídica, médica e ação social por meio de voluntários. O intuito é realizar uma edição do Projeto a cada 30 ou 40 dias, de forma que o maior número de pessoas possível possam ser atendidas”, disse o vereador.

“Será uma forma de estar mais próximo das comunidades, das pessoas, levando informações sobre o mandato e colher sugestões, e bem como ouvir as reivindicações dos cidadãos”, ressalta Brenio Pires.

O vereador relatou que os moradores se mostraram satisfeitos com a iniciativa. Disse que a maioria fez questão de saudar o trabalho que será realizado fora do calendário eleitoral.

“As pessoas reclamam do fato de muitos políticos só irem às ruas no período eleitoral. No nosso caso iremos mostrar que somos diferentes”, afirmou.

Durante a manhã da última quinta-feira (09), o vereador Brenio também esteve reunido com a prefeita Mayra Brito (PP), para tratar de outros projetos para melhorias e desenvolvimento do município.

O vereador deu prioridade ao projeto de Lei de criação da Câmara Mirim. O projeto foi sancionado pela prefeita Mayra Brito.

A prefeita também se mostrou totalmente disposta a debater o assunto e discutir outros novos projetos que venham beneficiar a comunidade. Brenio Pires afirmou que vai dar prosseguimento às demandas coletadas por sua equipe por meio de requerimentos e indicações na Câmara Municipal.

Por Assessoria de Comunicação

Canais de Comunicação Parlamentar: 

E-mail: [email protected]

E-mail: [email protected]

Rede Social: 

Facebook: Vereador Brenio Pires

Instagram: @BrenioPires

Exclusivo: PF investiga participação do prefeito de Alcobaça Léo Brito no esquema de fraudes à licitações descoberto na operação fraternos.


A nossa equipe de reportagem teve acesso com exclusividade a informação da investigação sigilosa que recai sobre o atual prefeito de Alcobaça, Leonardo Coelho Brito (PSD), o Léo Brito que é filho do atual gestor teixeirense, Temóteo Alves de Brito (PSD).

Tudo começou na última terça – feira, quando a Polícia Federal (PF) realizou uma operação para afastar os prefeitos de Porto Seguro, Eunápolis e Santa Cruz Cabrália e cumprir mandados de prisão, busca e apreensão e condução coercitiva – quando alguém é levado para depor.

As investigações apontam que os prefeitos, Claudia Oliveira (PSD), de Porto Seguro; José Robério Batista de Oliveira (PSD), de Eunápolis; e Agnelo Santos (PSD), de Santa Cruz Cabrália – que são parentes –, usavam empresas de familiares para simular licitações e desviar dinheiro de contratos públicos. Claudia Oliveira é casada com José Robério e irmã de Agnelo Santos. Os três não foram encontrados pela polícia para a condução coercitiva, havendo sido apresentados posteriormente por seus advogados.

Os três prefeitos foram afastados dos cargos por determinação da Justiça por tempo indeterminado. A PF chegou a pedir a prisão deles, mas o Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou. Os contratos fraudados, segundo a PF, somam R$ 200 milhões.

Ocorre que entre as empresas investigadas, ainda em sigilo, está pelo menos uma empresa (podem haver outras), a MSE transporte e urbanização Ltda, que pertence ao atual Prefeito de Alcobaça, Leonardo Coelho Brito (PSD), o popular Léo Brito, que utilizava Flávia Moreira de Souza para “aparentemente” gerenciar o negócio junto à prefeitura de Eunápolis no primeiro mandato de Robério Oliveira (PSD) à frente do município, Léo Brito foi considerado braço direito de Robério e venceu diversas licitações no município de Eunápolis em valores milionários.

Vale lembrar que o prefeito de Alcobaça Léo Brito e o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, foram eleitos presidente e vice, respectivamente, da Apes (Associação dos Prefeitos do Extremo Sul da Bahia), para o biênio 2017-2018. A entidade reúne prefeitas e prefeitos de 21 cidades da região. Todos os prefeitos investigados pertencem ao Partido Social Democrático – PSD que na Bahia é presidido pelo senador da república, Otto Alencar.

De acordo com o site ZeroHoraNews a fonte de informação, que será preservada, está buscando mais informações sobre a investigação que corre em segredo.

O site informou que tentou contato com o prefeito Léo Brito (PSD), más, até o fechamento da matéria não conseguiu, e mais uma vez o portal continua aberto para qualquer esclarecimento do alcaide, se houver.

Por Zerohoranews

Operação Fraternos: conheça as empresas e pessoas físicas envolvidas na “ciranda das propinas” do Extremo Sul


Os prefeitos de Porto Seguro, Claudia Oliveira, Agnelo Santos, prefeito de Cabrália, e Roberio Oliveira, de Eunápolis, foram alvos da Operação Fraternos, desencadeada ontem (7/11) na Bahia, Minas e Espírito Santo para desarticular uma suposta organização criminosa criada pelos citados prefeitos. Agnelo já se apresentou à Polícia Federal. Claudia e Roberio se apresentaram por volta das 9h à PF, em Porto Seguro.

Em coletiva de imprensa na tarde de terça-feira (7), Daniel Madruga, superintendente regional da Polícia Federal, delegado-chefe da delegacia e o superintendente da Controladoria-Geral da União na Bahia deram detalhes da operação, que cumpriu 13 dos 21 mandados de prisão temporária expedidos. Além disso, na capital baiana, seis conduções coercitivas, das 18 expedidas, e 20 mandados de busca e apreensão, das 42 determinadas pela PF, foram cumpridas.

Segundo o superintendente regional da PF, existia a participação direta dos prefeitos desses municípios nos atos criminosos, era um grupo de empresas interligadas entre si formadas por parentes para simular concorrência nas licitações, o que ele define por “jogo de cartas marcadas”, em que tais empresas se alternavam na vitória das licitações.

Empresas envolvidas

Segundo o despacho da PF, as empresas são Integra GRP, Betopão, LTX Empreendimentos e Citrino Logística. Com o avanço das apurações, a polícia identificou um “pool” de organizações que teriam sido “virtualmente montadas” para participar de diversos certames feitos pelas administrações, apenas com o objetivo de fraudar o “caráter competitivo” delas e “desviar os recursos públicos destinados à contratação dos serviços licitados”. Ainda conforme a PF, outras não participantes do mesmo bloco empresarial fizeram repasses para Margarete Marinho Santos, a responsável por movimentações suspeitas que chamaram a atenção da PF para um possível desvio de recursos públicos e pagamento de propinas a servidores públicos municipais.

Na representação à imprensa, chegam a ser elencadas sete licitações objeto de investigações envolvendo suposta malversação de recursos públicos federais. Uma delas, da prefeitura de Porto Seguro para compra de merenda escolar, custou mais de R$ 4,5 milhões. Ao fim da investigação, a polícia encontrou indícios de irregularidades em 19 licitações. Elas contaram com a participação das seguintes empresas: Basmar Construtora e Incorporadora; TWA Construções e Empreendimentos LTDA (atual Constante Construções e Serviços LTDA); Refratec Reformas e Manutenção Técnica LTDA; Litoral Sul Serviços Técnicos Especializados LTDA; OMG Construtora LTDA ME; LTX Empreendimentos Construções; Citrino Logística Serviços e Montagens LTDA; Star Multi Eventos e Produções LTDA ME; Steel Empreendimentos e Serviços; TOP Dez Promoção de Eventos Eirelli ME; Betopão Comercial LTDA; Integra GRP Soluções de Software LTDA; Katharina Transportes; Mais Construtora LTDA; OPF Construções; TL Mendes Duarte Turismo e Litoral; Bahia Empreendimentos; e Axé Eventos LTDA – esta tem como donas a prefeita Cláudia Oliveira e sua filha com Robério, Larissa Oliveira, cotada como possível candidata a deputada estadual no próximo ano e que também é secretária de Assistência Social de Eunápolis.

O MPF aponta também que o núcleo político do esquema seria composto pelos três prefeitos, além de Sílvio Naziozeno Santos, apontado como braço-direito do casal Cláudia e Robério, além de Edna de Souza Alves, secretária de Saúde de Porto Seguro. A relação entre Sílvio e Edna vai além de integrar a suposta organização criminosa. Casados, eles teriam montado, enquanto servidores, a empresa Capital Factoring LTDA-ME em Eunápolis, em sociedade com James Almeida Mascarenhas, sócio da empresa Litoral Sul e tio do atual prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas (PSB). James foi alvo de mandado de prisão preventiva nesta terça, no âmbito da operação. O despacho ainda relata como uma empresa de fachada movimentou sozinha R$ 16 milhões dos mais de R$ 200 milhões que teriam sido fraudados em contratos, segundo a PF.

Como descreve o documento, a Mineração Porto Seguro LTDA foi “usada como laranja para lavagem de dinheiro público recebido das prefeituras pelas empresas contratadas de forma fraudulenta, cujos destinatários e beneficiários são os próprios integrantes da Orcrim”. A empresa foi aberta por Sílvio Naziozeno. A quantia milionária teria sido distribuída entre várias pessoas. Na lista dos supostos valores recebidos, de acordo com o despacho, estão Ricardo Luiz Rodrigues Bassalo com mais de R$ 5 milhões recebidos; Douglas Guerreiro dos Santos com mais de R$ 3,9 milhões; e João Lázaro de Assis ganhou mais de R$ 3 milhões.

Já Margarete Marinho Santos teria recebido mais de R$ 1 milhão. Rafaela Santos Reis teria ficado com mais de R$ 1,5 milhão. O dinheiro ainda teria sido distribuído entre outros integrantes da organização, que embolsaram quantias que variaram entre R$ 100 mil e R$ 500 mil. Afastados dos mandatos, os prefeitos devem responder por crimes de fraude à licitação, responsabilidade de prefeitos, associação e organização criminosa, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Alvos de mandados de condução coercitiva, Cláudia e Robério devem comparecer à PF nesta quarta para prestar depoimento, segundo o advogado do casal. O irmão da chefe do Executivo da Terra do Descobrimento, Agnelo Santos, se apresentou ainda na terça, Claudia Oleira e o esposo Roberio Oliveira devem se apresentar na manhã desta quarta (8).

Veja abaixo lista dos nomes envolvidos no esquema:

Com informações OSollo

Carlos Lero assume prefeitura de Cabrália após cerimônia na Câmara local


Prefeito Agnelo Santos se apresentou ontem (7) à PF em Porto Seguro. Foto: Antônio Carlos

O ex-prefeito de Cabrália, Agnelo Santos, está afastado, segundo decisão da Justiça, por tempo indeterminado, por envolvimento em um esquema de corrupção chamado pela Polícia Federal (PF) de “ciranda das licitações”. Segundo os responsáveis pela Operação Fraternos, desencadeada na terça (7) na Bahia, Minas e Espírito Santo, Agnelo, sua irmã Claudia Oliveira, prefeita de Porto Seguro, e Roberio Oliveira, marido de Claudia e prefeito de Eunápolis, faziam parte de uma quadrilha especializada em fraudar esquemas de licitações, transformando os certames em um jogo de cartas marcadas, segundo o delegado da corregedoria da PF, Daniel Madruga, afirmou.

Prefeito Agnelo Santos se apresentou ontem (7) à PF em Porto Seguro. Foto: Antônio Carlos

Agnelo se apresentou na sede da PF em Porto Seguro, acompanhado de uma advogada, na terça e, hoje (8), às 9h, com um esquema para driblar a imprensa, Claudia e Roberio se apresentaram, também em Porto Seguro. O vice de Santa Cruz Cabrália, Carlos Lero (PSC), assumiu a prefeitura no começo da tarde, em cerimônia na Câmara de Vereadores.

Carlos Lero e Agnelo. Foto: Cabrália Notícias

Lero tem 46 anos, é nativo de Cabrália, pastor evangélico, casado e goza de prestígio moral na cidade, mas tem muito pouca participação na equipe de governo do ex-prefeito.

A expectativa é de que Lero não faça muitas mudanças na administração, ao menos até a definição jurídica da situação de Agnelo na Operação Fraternos.

Em Porto Seguro, deve assumir Beto Nascimento, e, em Eunápolis, Flavio Baioco.

Fonte O Sollo