Eunápolis cancela realização da festa do Pedrão 2018


O anúncio foi feito nesta quarta-feira (30). O Prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, acompanhou a decisão dos prefeitos de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, Claúdia Oliveira e Agnelo Santos, respectivamente.

A justificativa é a mesma nos três municípios: as condições climáticas e problemas de infraestrutura causados pelo excesso de chuva, além da crise financeira e do desabastecimento de combustíveis e de alimentos, provocados pela greve dos caminhoneiros. Isso tudo implicou na queda nos repasses estaduais e federais aos municípios.

Integrantes do MST ocupam fazenda de Geddel


Uma fazenda de gado de corte pertencente ao ex-ministro Geddel Vieira Lima no município de Maiquinique, no Médio Sudoeste baiano, foi ocupada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. Conforme a Polícia Militar, cerca de 40 pessoas entraram na propriedade Acaraí, entre a noite de sábado (28) e madrugada deste domingo (29).

Os ocupantes reivindicam a desapropriação da área para efeitos de reforma agrária. Ainda segundo a Polícia, não há registro de depredação de patrimônio. A fazenda, especializada na criação de gado Nelore, fica a oito quilômetros da sede do município. Homens do 5° Pelotão da 8ª CIPM [Companhia Independente de Polícia Militar] monitoram a área.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima segue preso no Presídio da Papuda em Brasília. Ele foi detido em setembro do ano passado, durante a Operação Tesouro perdido, no caso do bunker em que foi descoberto cerca de R$ 51 milhões em um apartamento de um amigo do político baiano.

Prefeitos de Mucuri e Teixeira de Freitas têm bens bloqueados pela Justiça Federal


Uma decisão da Justiça Federal decretou a indisponibilidade de bens dos prefeitos de Mucuri, José Carlos Simões, e de Teixeira de Freitas, Temóteo Alves de Brito, ambas cidades do extremo sul baiano. A medida ocorre após ação do Ministério Público Federal (MPF-BA) que acionou a Justiça por constatar superfaturamento na desapropriação de uma área onde seria construída uma escola em Itabatã, distrito de Mucuri.

A escola teria 12 salas e uma quadra de esportes. Entre os pontos acusados pelo MPF, a quadra que deveria ter 8 mil metros quadrados, conforme modelo do FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação], foi desapropriada com área de 20 mil metros quadrados, o que gerou um custo de R$ 2,3 milhões.

Pela sentença, o juiz federal Felipe Lívio Lemos Luz decretou a indisponibilidade de bens no valor de R$ 1,9 milhão para cada um dos gestores. Terão a mesma quantia indisponível outros seis réus, o que inclui a empresa NH Empreendimentos e Incorporações Ltda, pertencente ao prefeito de Teixeira de Freitas.

Temer se diz alvo de ‘mentiras’ e pede apuração de ‘vazamentos irresponsáveis’ do inquérito que o investiga


Em pronunciamento, Temer atribuiu supostos vazamento ‘a quem preside o inquérito’. PF investiga se presidente editou decreto para favorecer empresas em troca de propina. Ele nega.

Em pronunciamento, Temer atribuiu supostos vazamento ‘a quem preside o inquérito’. PF investiga se presidente editou decreto para favorecer empresas em troca de propina. Ele nega.

Temer se disse alvo de “vazamentos irresponsáveis” e afirmou que vai pedir a apuração disso ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, ao qual está subordinada a Polícia Federal. “Se pensam que atacarão minha honra, da minha família e vão ficar impunes, não ficarão sem resposta, como esta que estou dando agora”, declarou.

“Vou sugerir ao ministro Jungmann que apure internamente como se dão esses vazamentos irresponsáveis porque, mais uma vez eu digo, não é a imprensa que vai lá de forma escondida para examinar os autos. Os dados são fornecidos por quem preside o inquérito, que comanda o inquérito, seja aonde for, e naturalmente, quando isso chega à imprensa, a imprensa divulga”, afirmou.

Nesta quinta-feira (26), a Polícia Federal pediu ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) uma nova prorrogação por 60 dias do prazo do inquérito que investiga o presidente. A Polícia Federal quer mais tempo para concluir a análise dos extratos bancários de Temer, cujo sigilo foi quebrado no mês passado com autorização de Barroso. No próximo dia 2, a PF ouvirá em depoimento a filha do presidente, Maristela Temer, sobre a origem do dinheiro usado na reforma da casa dela.

O inquérito da Polícia Federal apura se Temer editou um decreto no ano passado para beneficiar empresas do setor portuário em troca de propina. Amigos do presidente chegaram a ser presos no fim de março, na Operação Skala, da PF, em razão dessa investigação. Temer nega que o objetivo da medida tenha sido favorecer empresas.

No discurso, Temer classificou o inquérito como uma “perseguição criminosa, disfarçada de investigação”. O presidente também comentou o pedido de prorrogação do inquérito por mais 60 dias. Segundo ele, a intenção é “deixar o presidente da República em uma situação de incômodo institucional”.

O pronunciamento de Temer não estava previsto Foi convocado de última hora na manhã desta sexta, antes do encontro dele com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, que faz visita oficial ao Brasil. A equipe da Presidência teve de preparar às pressas o Salão Oeste do Planalto para a fala do presidente, que chegou acompanhado de ministros e assessores. Durante o pronunciamento, Temer mais de uma vez bateu com a mão no púlpito.

“Venho aqui mais uma vez naturalmente para protestar contra mentiras que são lançadas contra minha honra”, afirmou. “Não se tratam de mentiras assacadas contra a minha posição funcional. É contra a minha honra. E pior ainda, mentiras que atingem minha família e meu filho que hoje tem 9 anos de idade”, completou o presidente.

Ele atribuiu os supostos vazamentos a uma tentativa de ofuscar as ações do seu governo. “Busca-se desmoralizar a figura institucional da Presidência da República para tentar atrapalhar o natural progresso do país”, disse.

O presidente também reagiu ao que considerou ataques a familiares dele. “Só um irresponsável, mal-intencionado ousaria tentar me incriminar, à minha família, minha filha, meu filho de 9 anos de idade, como lavadores de dinheiro”, declarou.

Nesta sexta, reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” informou que uma das principais suspeitas dos investigadores da Polícia Federal é de que o presidente tenha “lavado” dinheiro de propina por meio do pagamento de reformas nas casas de familiares.

“Dizer que lavei dinheiro numa casa alugada, dizer que gastei R$ 2 milhões, a insinuação até que se trata de uma reforma de uma casa alugada e em uma outra casa. Em que mundo é que estamos? Eu digo aos senhores, a vocês, que é incrível, é revolvante, é um disparate”, declarou.

Temer questionou como investigadores podem supostamente atribuir origem ilícita a imóveis se ainda, segundo ele, não foi solicitado à sua defesa nenhum documento, como a escritura. “Até hoje não me pediram. Como afirmam que são de origem ilícita? Eles têm esses documentos em mãos? Não têm. E não pedem”, afirmou.

No pronunciamento, Temer destacou ainda que trabalha “há quase 60 anos”, lembrando sua atuação com advogado, professor universitário, procurador do Estado, presidente da Câmara dos Deputados, vice-presidente e presidente da República.

“São quase 60 anos de salários e honorários recebidos, seja na atividade seja na aposentadoria. Absolutamente dentro da lei e devidamente declarados nas minhas várias declarações de imposto sobre a renda”, disse.

Fonte G1

Cibercriminosos usam promoção falsa d’O Boticário de Dia das Mães para roubar dados


Promessa é de distribuição de kit de produtos, mas golpe visa instalar vírus ou roubar informações pessoas de vítimas.

Cibercriminosos começaram a usar a marca O Boticário e o Dia das Mães para aplicar um golpe espalhando pelo WhatsApp, com o objetivo de roubar informações das vítimas além de invadir seus smartphones.

O ataque foi identificado pela Arcon Labs, laboratório da firma de segurança cibernética Arcon, nesta quinta-feira (26). O golpe divulga uma falsa promoção em que empresa de cosméticos daria produtos. O texto do enunciado é: “Ganhe um KIT Dia das Mães na O Boticário! Entre no link abaixo e siga o passo a passo para ganhar o seu.”

Só que, ao clicar no link, o usuário é enviado para sites que roubam suas informações pessoais ou instalam programas maliciosos em seu celular. Os dados do indivíduo podem ser empregados em fraudes financeiras posteriores.

Segundo a Arcon Labs, datas esperadas pelo comércio são um atrativo para criminosos, que criam armadilhas em forma de anúncios para promoções inexistentes para atrair consumidores.

Tribunal nega último recurso de Lula no caso do tríplex do Guarujá


Embargos dos embargos foram negados por unanimidade; defesa do ex-presidente agora deve entrar com recursos no Superior Tribunal de Justiça

Ricardo Stuckert/Instituto Lula – 22.3.18
Juiz Sérgio Moro condenou ex-presidente Lula por crimes de corrupção e lavagem no caso tríplex da Lava Jato

O Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) rejeitou nesta quarta-feira (18) o último recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na segunda instância, os chamados embargos dos embargos de declaração . Sendo assim, os desembargadores, por unanimidade, mantiveram a condenação do petista a 12 anos e um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Com o fim dos recursos na segunda instância, a defesa de Lula tentará recorrer da condenação nas cortes superiores: o Superior Tribunal de Justiça (STJ), no caso de recursos especiais, e o Supremo Tribunal Federal (STF), com recursos extraordinários.

O fim da tramitação no TRF-4 também enquadra o petista na Lei da Ficha Limpa e o impossibilita de participar das eleições de 2018, embora a decisão final caiba ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ex-presidente cumpre pena em Curitiba desde 7 de abril. Os advogados inclusive chegaram a recorrer contra a ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro alegando justamente que o caso tríplex ainda estava tramitando no TRF-4 devido à pendência do julgamento dos embargos sobre os embargos. No entanto, o recurso foi rejeitado tanto no STJ quanto no Supremo Tribunal Federal (STF).

Outras ações contra Lula

Além desse processo sobre o tríplex , o ex-presidente responde ainda a outras seis ações penais, sendo quatro na Justiça Federal em Brasília e outras duas com o próprio juiz Sérgio Moro em Curitiba. No Paraná, o petista é réu em ações sobre propina da Odebrecht mediante à compra de um terreno para o instituto do ex-presidente e de um apartamento em São Bernardo do Campo (SP), e sobre o sítio em Atibaia (SP).

Já na capital federal, o ex-presidente responde por suposto crime de tráfico de influência no BNDES para favorecer a Odebrecht, por suposta tentativa de obstrução à Justiça no episódio que levou o ex-senador Delcídio do Amaral à prisão, por tráfico de influência na compra de caças suecos da Saab e por supostamente ter favorecido montadoras com a edição de medida provisória em 2009. Lula nega todas as acusações.

Simaria, da dupla com Simone, é diagnosticada com tuberculose


Simaria, da dupla com Simone, havia sido internada na última quinta-feira, dia 12, em um hospital de São Paulo. Apesar de ter feito diversos exames, os médicos até então não estavam conseguindo descobrir a causa do mal estar da cantora.

Segundo a assessoria de imprensa da cantora, Simaria estava se queixando de emagrecimento, alterações gastrointestinais e cansaço intenso devido a sua agenda cheia de compromissos. Exames indicaram que a cantora está com uma anemia e após investigar mais a fundo foi constatado que a causa é uma tuberculose ganglionar, que atinge pequenos órgãos de defesa do corpo.

Simaria recebeu alta do hospital nesta terça-feira, dia 17, e continuará o tratamento em casa acompanhada de médicos. Além disso, a cantora deverá permanecer afastada do trabalho pelo período de 30 dias.

Em nota, a assessoria ainda disse que Simaria agradece o carinho e compreensão dos fãs, e que neste momento ela irá dedicar seus dias para cuidar da saúde

Carreta de sucatas tomba e atinge outros cinco veículo na BR-101, em Eunápolis


Pelo menos cinco veículos se envolveram em um acidente automobilístico por volta das 16h desta sexta-feira, dia 13, na BR-101, próximo a Eunápolis. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um dos compartimentos de uma carreta que transportava sucatas de Candeias-Ba., para Juiz de Fora-MG., virou e atingiu os veículos.

Apesar dos estragos provocados nos carros de passeio, ninguém se feriu com gravidade e segundo relatos do motorista da carreta, Rondinelli Gomes da Silva, de 37 anos, ele perdeu o controle da direção logo após uma curva, quando a carga pendeu para o lado esquerdo e o compartimento tombou.

Após as colisões, o material ficou espalhado pelo trecho da rodovia, que precisou ser interditada parcialmente para a passagem dos veículos. O motorista da carreta, pertencente à Transportadora Jolivan, negou que estivesse em alta velocidade. 

Por falta de ambulância idoso é socorrido em carrinho de mão


Segundo algumas publicações que repercutiram fortemente nas redes sociais, o caso aconteceu na noite deste último domingo, dia 8 de abril, logo após um idoso, que teria ingerido bebida alcoólica, ter sofrido uma queda na cidade de Medeiros Neto e como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), não teria atendido ao chamado, populares resolveram socorrê-lo num carrinho de mão.

Há informações não oficiais que no momento a equipe do SAMU do município atendia outra ocorrência de acidente próximo ao distrito de Nova Lídice. Também há informações que por praxe as equipe do SAMU não atenderiam pessoas alcoolizadas, apesar de ninguém ter essa confirmação em relação ao ancião vítima da queda.

O idoso foi identificado como João Cordeiro dos Santos, que não teria sofrido fraturas, foi medicado e recupera-se bem. Além do SAMU, existiriam duas ambulâncias do município que ficariam no Hospital Municipal de Medeiros Neto, justamente para esse tipo de atendimento. O problema estaria na impossibilidade da população fazer contato rápido com os motoristas desses veículos.

O Hospital Municipal, bem como a Prefeitura de Medeiros Neto, não divulgaram nenhuma informação oficial sobre o ocorrido.

Fonte LiberdadeNews

Neto confirma a candidatura de Zé Ronaldo ao governo da Bahia


O prefeito ACM Neto confirmou ao Bahia Notícias neste sábado (7) que Zé Ronaldo, ex-prefeito de Feira de Santana, será o candidato a governo do Estado pelo DEM.

Zé Ronaldo anunciou a renúncia ao cargo de prefeito na manhã deste sábado e ainda não havia divulgado se iria se candidatar ao Senado ou ao governo. O anúncio oficial deve ser feito em alguns minutos, durante coletiva em Feira de Santana.