Flamengo acaba com o sonho do vasco e é campeão carioca 2014


Foi sofrido, suado, catimbado, chorado, polêmico, mas o Flamengo conseguiu, na tarde deste domingo, mais uma vez ser campeão estadual em cima do Vasco. O gol de Márcio Araújo, em posição irregular, aos 45 minutos do segundo tempo, decretou o empate por 1 a 1 no Maracanã, o que bastou para o Rubro-Negro assegurar sua 33ª conquista no Campeonato Carioca. Douglas, de pênalti, havia aberto o placar para o Cruz-Maltino, já depois da metade da etapa final.

douglas_gol_felipe_andredurao_15

A conquista, do jeito que foi, conseguida nos acréscimos, faz o time da Gávea, quatro dias depois da precoce eliminação na Taça Libertadores, fazer as pazes com o torcedor. A decepção deu lugar à alegria contagiante das arquibancadas com um gol que entra para a história do clássico. O volante Márcio Araújo, contratado no começo do ano, pegou rebote de cabeçada de Wallace no travessão e empurrou para dentro. O jogador do Flamengo estava impedido no lance.

marcioaraujo_gol_andredurao_15 (1)

– É de arrepiar. Só o Flamengo para nos proporcionar tanta alegria, tanto sofrimento. O torcedor adversário já estava gritando olé, e a gente pôde fazer o gol. Num momento de angústia, conseguimos coroar com o título – disse um emocionado Márcio Araújo, herói do 33º título estadual rubro-negro.

O Vasco não conseguiu pôr fim ao jejum de 11 anos sem título estadual – desde 2003 o troféu não vai para São Januário. De quebra, o segue sem conseguir vencer o maior rival em uma decisão de Carioca, algo que não ocorre desde 1988.

O Flamengo volta a campo no próximo fim de semana. Estreia na Série A do Brasileiro contra o Goiás, no domingo. Embora tenha o mando da partida, o jogo será no Mane Garrincha, em Brasília, às 18h30. O Vasco mede forças com o Resende, às 22h da próxima quarta, em São Januário, pela Copa do Brasil. O clube inicia sua caminhada na Série B do Brasileirão no sábado, às 16h20, também na Colina, diante do América-MG.

 flamengo_campeao_taca_trofeu04_ndredurao_15

Os dois times pisaram o gramado do Maracanã modificados. O Flamengo não teve Samir, machucado, que deu lugar ao veterano zagueiro Chicão. No Vasco, Adilson Batista escalou o ataque com Thalles e William Barbio, barrando Reginaldo e deixando Edmilson, lesionado, fora. Fellipe Bastos ainda entrou no meio, na vaga do suspenso Everton Costa. O time cruz-maltino teve o domínio do primeiro tempo, com 73% de posse de bola contra apenas 27% do Rubro-Negro, mas foi pouco efetivo e esbarrou na bem postada defesa rival.

A equipe levantou algumas bolas na área em busca de Thalles, sem sucesso. Fellipe Bastos e Douglas arriscaram de longe, também sem assustar a meta de Felipe. Com o campo molhado por causa da chuva que começou a cair logo no começo da partida, os arremates de longe também foram utilizados pelo Flamengo, mas Martín Silva esteve seguro. Os contra-ataques puxados por Paulinho e Everton ora tinham um passe errado no fim, ora eram parados com faltas. Foram seis amarelos na primeira etapa, três para cada lado.

Expulsões e gol histórico

O panorama não mudou na segunda etapa. As faltas duras persistiram, assim como a troca de empurrões e os chutes de longe. Aos 14, André Rocha e Chicão exageraram, chegaram a trocar cabeçadas e foram expulsos. Foi aí que entrou Erazo. O zagueiro equatoriano do Flamengo foi suprir a ausência de Chicão, mas cometeu, em cima de Pedro Ken, pênalti, aos 28. Após muita reclamação, Douglas cobrou com perfeição aos 30 e correu para festejar abraçando os torcedores.

Depois disso, o Vasco foi quem recuou, e o Flamengo atacou de forma desordenada. Foram muitos cruzamentos na área, cortados quase sempre pela defesa cruz-maltina. No entanto, de tanto insistir, o Rubro-Negro conseguiu o gol aos 45. Wallace cabeceou no travessão, a bola quicou e sobrou para Márcio Araújo, que chegou junto com Nixon e tocou na bola para empurrá-la para o fundo da rede. O flamenguista estava impedido no lance que valeu o título.

por Globo Esporte

Herói, Márcio Araújo comemora título pelo ‘maior clube do Brasil’


Jogador garantiu o título do Flamengo no fim da partida

Rio – O título flamenguista teve um herói inusitado. O volante Márcio Araújo fez aos 45 minutos do segundo tempo o gol do empate que garantiu o 33º título para o clube da Gávea. Após o fim da partida, o jogador agradeceu ao Rubro-Negro pela confiança recebida.

1kqaxnd1svewva6kopq37by6b

“Acho que foi um momento de muito sofrimento. Nosso torcedor já estava sem acreditar, os do Vasco já comemoravam o título. Só que felizmente Deus me deu a chance de macar. Fiquei muito tempo parado, tive a chance esse ano de jogar no melhor time do Brasil, tudo de melhor que poderia acontecer para mim”, afirmou.

Mais uma vez campeão em cima do Vasco, o Flamengo aumenta sua hegemonia como campeão Carioca. Com a conquista, o Rubro-Negro chegou ao seu 33º título na história da competição. O segundo maior vencedor é o Fluminense, com 31, Vasco, com 22, e Botafogo, com 20, completam a lista.

Por O Dia

Na Internet, torcida do Flamengo faz a festa provocando o Vasco


Mensagens brincando com os cruzmaltinos tomam conta das redes sociais

3w9owqk1uz9zcu8rqpgkk6s7m

Rio – O Flamengo levantou a taça de campeão carioca e fez a alegria de milhões de torcedores por todo o planeta. Mas, na Internet, o coro dos rubro-negros ganhou mais força nas comemorações. O principal foco das provocações foi o rival derrotado na final, o Vasco. Veja algumas das brincadeiras da torcida do Fla.

Torcida do Flamengo não perdoou os Vascaínos nas redes sociais

Foto:  Reprodução Internet

Por O Dia

Na raça, Flamengo marca no fim, vence o Emelec e segue vivo na Libertadores


Equador – No sufoco e com muita raça, o Flamengo conseguiu uma vitória importantíssima diante do Emelec, no Equador. Com gols de Alecsandro e Paulinho, o Rubro-Negro derrotou o time equatoriano por 2 a 1.

32emub5ry3xl0a5qcb6zkyl22

Com o resultado, o Rubro-Negro vai precisar de uma vitória diante do León, no Maracanã, no próximo dia 9 para se classificar para as oitavas de final da Libertadores.

O JOGO

Acostumado a problemas no começo dos jogos fora de casa na Libertadores, o Flamengo experimentou o oposto contra o Emelec. Com apenas sete minutos, Nasuti colocou a mão na bola dentro da área, pênalti. Na cobrança, Alecsandro bateu bem e abriu o placar.

Flamengo-Caxias-Alecsandro-Sergio-LANCEPress_LANIMA20140125_0193_30

O gol desarticulou o Emelec que não conseguiu fazer a pressão desejada nos primeiros minutos. A primeira vez que o time do Equador chegou foi 28 minutos. Mena arriscou e bateu para boa defesa de Felipe. No fim, o Flamengo quase ampliou. Everton apertou a defesa do Emelec, que falhou, e a bola sobrou para o jogador que chutou, mas Dreer defendeu.

No segundo tempo, o Emelec voltou mais em cima e teve sua primeira boa chance com 11 minutos. Bolaños fez boa jogada e finalizou com perigo para o gol de Felipe. Aos 18 minutos, Caicedo fez jogada individual e foi derrubado por Welinton, dentro da área. Pênalti que Stracqualursi cobrou com perfeição.

Paulinho-Flamengo-Francisco-Stuckert-LANCEPress_LANIMA20130714_0167_47

A partir daí, a partida pegou fogo. O Emelec foi para cima do Flamengo em busca do gol da vitória. Buscande desesperadamente a virada, os equatorianos passaram a abusar das jogadas aéreas. Porém, no fim do jogo, em contra-ataque, o Rubro-Negro conseguiu o seu segundo gol. Paulinho recebeu cara a cara e finalizou com perfeição, dando a vitória ao clube carioca.

FICHA TÉCNICA
EMELEC 1 X 2 FLAMENGO

Local: George Capwell, Guaiaquil (EQU)
Árbitro: Julio Bascuñan (Fifa-CHI)
Público/renda: –
Cartões amarelos: Nasuti (EME); Wallace (FLA)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Alecsandro, aos 9’/1ºT (0-1); Stracqualursi, aos 20’/2ºT (1-1); Paulinho, aos 46’/2ºT (1-2)

EMELEC: Dreer, Narváez, Guagua, Nasuti e Bagüí; Mena, Giménez, Corozo (Caicedo, aos 30’/1°T) e Quiñonez; Mondaini (Bolaños, no intervalo) e Stracqualursi. Técnico: Gustavo Quinteros

FLAMENGO: Felipe; Welinton (Chicão, aos 32’/2ºT), Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Muralha (Recife, aos 13/2ºT), Gabriel, Everton (Negueba, aos 35’/2ºT) e Paulinho; Alecsandro. Técnico: Jayme de Almeida

Por O Dia

Atleta pradense é destaque no Campeonato de Supino em Minas Gerais


pradonoticia-04

Foi realizado no último domingo (30 de março), na Academia Canedo Estúdio, em Minas Gerais  a 1ª edição do Campeonato de Supino.

pradonoticia-01

A competição foi disputada nas modalidades de supino e terra e contou com a participação de vários atletas. O grande destaque do Campeonato foi a participação do atleta pradense Josivan de Oliveira, mais conhecido por, Junior Guerreiro.

pradonoticia-02

Júnior Guerreiro disputou e competiu pela Academia Cia do Exercício e ficou em 2º lugar na categoria Supino Médio, com 40 kg , realizando 70 repetições. Em 1º Lugar ficou Marcos Canedo da Silva e o 3º Lugar ficou para Lucas Henning.

pradonoticia-03

O Evento foi organizado por, Jhones PMP, Ricado PMP e Marcão Pina e contou com o Total apoio da Academia Canedo Estúdio.

Por Claydson Motta / Prado Notícia

Dez anos depois, Flamengo e Vasco voltam a se encontrar numa final de Estadual


160214---jogadores-de-flamengo-e-vasco-disputam-bola-na-partida-deste-domingo-1392583448798_956x500

Flamengo e Vasco voltam a se encontrar em uma final de Campeonato Carioca depois de 10 anos. A última recordação da decisão é favorável ao Rubro-Negro.

Em 2004, depois de vencer a primeira partida por 2 a 1, o time da Gávea chegou à conquista com vitória por 3 a 1, sendo três gols de Jean – que marcou seu nome na história do clube. Já o último triunfo Cruz-Maltino foi quando os rivais se encontraram na finalíssima em 1988.

1199303101-edmilson-segura-andre-santos-no-vasco-x-flamengo

A última vez que o Vasco venceu o Flamengo em uma decisão de Campeonato Carioca foi no ano de 1988. Por ter conquistado dois turnos e o Flamengo apenas um (a fórmula de disputa era diferente), o Vasco entrou com um ponto de vantagem na decisão do estadual. O time treinado por Sebastião Lazaroni ganhou o primeiro jogo por 2 a 1 e foi para o segundo jogo com vantagem ainda maior. O Cruz-Maltino selou a conquista com o histórico gol do lateral Cocada – que entrara no lugar de Vivinho aos 41 minutos do segundo tempo e, aos 44, colocou a cereja do bolo e seu nome na história do clube. O jogo ainda terminou em confusão entre o rubro-negro Renato Gaúcho e Romário, do Vasco (assista ao vídeo).

ILUMINADO, JEAN DEFINE

O Flamengo saiu em vantagem na decisão do Carioca de 2004 ao vencer o primeiro jogo por 2 a 1. Na segunda partida, logo com dois minutos de jogo, Valdir Bigode fez 1 a 0 e apimentou a final estadual. O Vasco pressionou, o Rubro-Negro equilibrou a partida e brilhou a estrela de Jean, que balançou as redes três vezes e selou o placar de 3 a 1. O jogo teve diversas expulsões, foi quente e terminou com o título da equipe da Gávea, no último duelo entre os rivais em uma grande decisão de Campeonato Carioca.

Outros encontros decisivos em 2006 e 2011

Depois de 2004, ainda pelo Carioca, Flamengo e Vasco viveram clima de decisão, mas apenas de um turno, em 2011. Os times se encontraram na final da Taça Rio. O Rubro-Negro já tinha sido campeão da Taça Guanabara. Depois de 0 a 0 no tempo normal, o time da Gávea venceu nos pênaltis, quando os vascaínos perderam três de quatro cobranças, e foi campeão direto.

Já em 2006, o duelo foi pela Copa do Brasil. E o Flamengo sagrou-se campeão, depois de vencer a primeira partida por 2 a 0 (gols de Obina e Luizão), e a segunda por 1 a 0. O lateral-esquerdo Juan foi o autor do gol.

Depois de 1988, vantagem rubro-negraem finais

Após o título com o gol de Cocada, Flamengo e Vasco se enfrentaram em três finais de Carioca fora a de 2004. Em 1999, 2000 e 2001, o Rubro-Negro superou o arquirrival na grande decisão do estadual. Em 1996, foi campeão ao vencer os dois turnos, que eram disputados em pontos corridos. Na última rodada de ambos, o adversário foi o Vasco. A situação inversa se deu em 1992, quando o Vasco foi campeão por conquistar a Taça Guanabara e a Taça Rio, ambas por pontos corridos e com o Flamengo como adversário na última rodada.

Agora, a decisão  do Carioca se dará em dois jogos, nos próximos domingos. O Flamengo tem a vantagem de poder empatar duas vezes para ficar com a taça por ter feito a melhor campanha na fase classificatória.

Por GloboEsporte

Flamengo x Gol de Placa e Associação X Colo-Colo abrem o Campeonato da Segunda Divisão em Prado


pradonoticia(3)

No último sábado (29), os times: Flamengo, Gol de Placa, Associação e Colo-Colo realizaram a abertura oficial do Campeonato da Segunda Divisão de Prado.

As solenidades aconteceram no Estádio Municipal Roberto Muniz, evento contou com a presença do presidente da Liga Pradense, Lessa, o Assessor de comunicação da Prefeitura Municipal de Prado, Carlo Casarsa, o Diretor de Esporte, Luciano Bolete, dirigentes de Clubes, pessoas da comunidade e a torcida das equipes que disputaram a primeira rodada.

pradonoticia(1)

A primeira rodada do Campeonato aconteceu às 18h00, o time do Flamengo venceu o Gol de Placa de virada por 2 à 1. Às 20h00 foi a vez  dos times,  Associação X Colo-Colo, em um jogo eletrizante o time da Associação goleou o Colo-Colo, por 8 à 2.

pradonoticia(5)

O público compareceu e prestigiou o evento esportivo. O campeonato da Segunda Divisão de Prado é realizado pela Liga Pradense e tem o total apoio da Prefeitura Municipal de Prado.

Nesta quarta-feira (02) será realizado mais um confronto válido pela 2ª Divisão, no Estadio Roberto Muniz com inicio as 20h00, entre Juerana X Portelinha.

Por Claydson Motta/Prado Notícia

Prado: Campeonato da 2ª Divisão começa neste sábado às 18 horas


Começa neste sábado,  29 de março, o campeonato pradense de futebol da  2ª divisão. A competição  que estar  sendo organizada pela Liga Pradense de Futebol e conta com o total apoio da Prefeitura Municipal, através da prefeita Mayra Brito e  da Secretaria de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer.

inicio_segunda_divisao_de_futebol_do_prado

12 times foram inscritos para a competição são estes: Gol de Placa,  Juerana, Galácticos ,Colo Colo, Brothers, Jucuruçu, Associação, 1º de Abril,  Palmares, Flamengo, Portelinha  e Bonde Inguaí.

O primeiro jogo será  às 18 horas com os times,  GOL DE PLACA  x  FLAMENGO  e   às  20 horas o time,  ASSOCIAÇÃO   x   COLO COLO. As duas partidas serão no Estádio Municipal Roberto Muniz.

Por Prado Notícia/ASCOM

Alecsandro comemora gol no primeiro toque na bola: ‘É o destino’


Rio – Na partida desta quarta-feira, Alecsandro mostrou mais uma vez a sua estrela. O atacante entrou no lugar de Hernane e no primeiro toque na bola, marcou o terceiro gol do Flamengo na partida. De quebra, o atacante empatou com Edmilson, do Vasco, na artilharia do Carioca com 10 gols.

b04fmqfjbxpfk4y878w588bui

“Fico feliz. Como falo, independentemente dos minutos, quero entrar bem concentrado. O gol não foi por acaso. O Paulinho me viu, vim na corrida e cabecei. Fiquei ansioso para entrar. Fiquei uns dois minutos do lado de fora, pedindo. É o destino, entrei na hora certa”, afirmou.

Com a vitória por 3 a 0, o Rubro-Negro pode até perder por dois gols de diferença no confronto de sábado, que estará na decisão da competição. A segunda partida da semifinal acontece no Maracanã, às 18h30.

 Por O Dia

Fim de jogo no Estádio Robertão: Serrano empata com o Bahia em jogo disputado em Teixeira


aaaaaserra1

22h00 – Rola a bola no Estádio Robertão, na partida entre o Serrano Teixeira 0 x 0 Bahia, pela Semifinal do Campeonato Baiano. O Serrano entra em campo com seu time completo e vai jogar com o coração no bico da chuteira.

O estádio está lotado com total apoio da torcida teixeirense e, você internauta pode deixar o seu comentário aqui no site, que será postado em tempo real.

aaaaaaserra2

22h44 – Aos 44 do primeiro tempo, o atacante Todynho do Serrano faz o primeiro gol da partida, deixando o clube teixeirense na frente. Aos 46 Termina o primeiro tempo.

23h05 – A segunda etapa da semifinal começa com o Serrano Teixeira na frente do Bahia. De igual para igual o Serrano parte para cima do tricolor para manter a vitória e ampliar a vantagem. Aos 18 minutos do segundo tempo o Serrano mantém a vantagem (Serrano 1 X 0 Bahia).

23h29 – O Bahia empata com Gean aos 24 minutos da segunda etapa e coloca fogo no jogo. O Serrano precisa desta vitória em casa para ir tranquilo para o próximo jogo da semifinal. Serrano Teixeira 1 x 1 Bahia

23h50 – Aos 45 do segundo tempo, Fábio Gama coloca o time do Serrano Teixeira na frente, mas o juiz da partida anula o gol por impedimento do jogador Fábio Gama. A torcida fica revoltada, pois ficou claro pelas imagens da TV que o gol foi legítimo.

23h54 – Com 04 minutos de acréscimo, a partida se encerra aos 49 minutos, e a torcida se revolta com o gol anulado do jogador Fábio Gama. O Serrano faz o jogo de volta contra o Bahia no próximo sábado (30) na Fonte Nova, em Salvador.

Críticos do esporte local elegeram o jogador Jadilson do Serrano, como melhor em campo, e não pouparam elogios ao técnico Marivaldo, que conseguiu montar uma equipe ofensiva que jogou de igual para igual com o time do Bahia, que disputa a Série A do Campeonato Brasileiro, com ampla capacidade técnica.

Por Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews