Água fantasma: Embasa é acusada de vender água e entregar vento em Cumuruxatiba


Como se não bastasse à situação crítica no fornecimento de água, os moradores de Cumuruxatiba distrito de Prado convivem agora com outra dor de cabeça: a cobrança por ar, isso mesmo, ar.

 

Os consumidores fizeram um vídeo mostrando a real situação e chegaram à conclusão que estão pagando pelo ar que passa por dentro do encanamento.


No vídeo, é possível ver o hidrômetro – aquele aparelho que registra o consumo de água, girando e marcando um gasto que não existe. Parece até que nos canos corre uma espécie de “água fantasma”.

 

 

“O vento passa no hidrômetro, conta no relógio e no final do mês a conta de água chega para o consumidor pagar, sendo que a pessoa não recebeu água, recebeu, simplesmente, vento nos canos, contou um morador”, contou um morador.

 

 

Os moradores de Cumuruxatiba pede que a empresa responsável pelo fornecimento de água tome as devidas providências.

 

 

“Eu quero que a Embasa resolva esse problema. Não vou pagar por uma água fantasma que eu não utilizei e não estou utilizando”, reclama outro consumidor.